Cabelos pioram na menopausa?

Por volta dos 45 anos, quando os hormônios femininos começam a diminuir, o corpo da mulher passa por várias alterações. Uma delas é a perda progressiva da qualidade dos cabelos. Em algumas, esse processo começa mais cedo, em outras mais tarde, mas, a grande maioria acaba passando por essa fase. Quase sempre os cabelos pioram na menopausa

Depois dos 50 anos, os fios vão ficando mais finos, mais fracos, começam a perder o brilho, o volume, vão crescendo mais lentamente e caem antes de atingir o auge da maturidade, quando são mais bonitos. Isso tudo acontece pela queda considerável dos hormônios estrogênios.

Enquanto o hormônio masculino faz o cabelo dos homens caírem, o feminino faz os cabelos crescerem. A raiz, folículo piloso, produz mais queratina, proteínas ligantes, deixando os fios fortes, firmes, encorpados. Sem esse “adubo de cabelos” os fios perdem a beleza, o brilho, esvoaçam com facilidade. Haja laquê!

Os cabeleireiros relatam que mais de 50% das mulheres nessa faixa etária reclamam de terem perdido o volume dos cabelos. O nome médico desse problema é alopécia da menopausa. E segundo esses profissionais os cabelos pioram após a menopausa.

Como recuperar os cabelos na menopausa

Existem várias alternativas para dar uma mãozinha quando o assunto é queda ou piora da qualidade dos cabelos na menopausa. Os tratamentos mais comuns envolvem o uso de tônicos, shampoos, reposição oral de algumas vitaminas, minerais, a MMP e uso de alguns aparelhos certificados com a tecnologia da ledterapia. 

Vamos falar um pouco mais sobre os dois últimos que são os mais eficientes e atuais.

MMP para queda de cabelos

A MMP para queda de cabelo (microinfusão de medicamentos na pele), como o nome sugere, é a injeção de medicamentos no couro cabeludo só que realizado com um aparelho que faz microperfurações na pele (praticamente indolor).  A MMP aumenta a penetração do medicamento. As drogas mais utilizadas para queda de cabelos estão disponíveis no formato de MMP. 

Celso Kamura, cabeleireiro usando o aparelho Capellux i9 Profissional.

LEDterapia para queda de cabelos

Essa tecnologia vem se tornando uma tendência mundial nos tratamentos de diversos problemas capilares. É muito eficiente para melhorar a qualidade, espessura, volume dos cabelos em mulheres após a menopausa. A descrição científica constata que a radiação emitida por esses bonés e capacetes de LEDs estimulam as células tronco do folículo piloso e os fios voltam a crescer plenamente.  o uso da ledterapia para queda de cabelo deve ser  contínuo e regrado. Há muitos relatos técnicos e científicos e mesmo nas redes sociais mostrando  resultados de sucesso desse tipo de tratamento. 

Faça uma consulta com Dr Alvaro ou Dra Flávia. Na Ville D’Or disponibilizamos o uso do Capellux i9 Profissional, MMP e outras tecnologias para ajudar a melhorar esse problema. 

Fonte:(capellux.com.br)